Evento ECO MOREIRA ações sustentáveis 

Tema: Técnicas de Restauração ambiental ,

Reflorestando e Agroflorestando

Palestrantes: 

Denis Daniel  -  VAMÁ ETNOTUR

Joadir Ferreira – Manutentor Agroecológico- Mediador

Eli Terena – Proprietário  da Área do Reflorestamento 

Wendell – Profissional em carpintaria  e marcenaria.

Enezita- liderança Local -Diretora do Conselho

Leosmar – Organização Caianas

Somos uma entidade característizada com iniciativa para a construção do associativismo que visa a natureza turística, cultural e ambiental, não possuindo carácter políticos e partidário. Os gestores do evento são agentes indígenas, que aliados promovem o apoio e orientações que incentivem essa iniciativa de turismo. 

O projeto está voltando para a  Comunidade Indígena da Aldeia Moreira,  TI Pílad de Rebuá, no município de Miranda estado do Mato Grosso do Sul.

Os beneficiário do evento ECOMOREIRA Ações Sustentáveis, serão os participantes da cadeia produtiva do turismo, como os agricultores, os staffs do evento, a mão de obra local, assim como os estudantes e pesquisadores. 

A comunidade se beneficiará com as áreas de restauração e com os cursos que íntegre meios para conservação dos recursos naturais.

 

O Evento ECOMOREIRA Ações Sustentáveis,  tem como o planejamento econômico do turismo,  e contempla investimento em três áreas fundamentais. 

  • Educação: com programas de treinamento visando a um progresso na capacitação e formação em todos os níveis de mão-de-obra.

  • Tecnologia: com o uso de métodos tecnológicos e equipamentos adequados que aplicados à melhoria da mão-de-obra impulsionarem o desenvolvimento turístico.

  • Meio Ambiente: Com incentivo de novas descobertas científicas que proporcione vantagens na qualidade de vida e no bem-estar social. 

Partindo do contexto do turismo, o evento tem iniciativa local, que através da agência de turismo  indígena VAMÁ ETNOTUR busca promover o turismo responsável e contribuir para o crescimento econômico local, e busca junto a gestão pública, fomentar a cadeia produtiva do turismo e  ser reconhecido como polo estadual de ETNOTURISMO.

 

O evento ECOMOREIRA Ações Sustentáveis, está estruturada com base das práticas do turismo de eventos. Haverá cursos com aulas  teóricas e práticas, visando o incentivo  a restauração  ambiental das áreas degradadas na comunidade.

O reflorestamento são atividades a serem realizadas pelos participantes durante o evento.

As técnicas de restauração ambiental são temas a serem desenvolvidas, junto ao complemento introdutório ao Sistemas Agroflorestais (SAF’s). O evento conta com as iniciativa locais, organização indígena CAIANAS  e a agência indígena VAMÁ ETNOTURISMO,  onde estabelecem parcerias para o avanço  do Etnodesenvolvimento nas comunidades do município, e assim  promover a agroecologia através do segmento do turismo de base comunitária.

Objetivo: 

Movimentar a cadeia produtiva do turismo através de ações sustentáveis.

Integrar a comunidade local, no evento ECOMOREIRA Ações Sustentáveis.

Visão: 

Promover a geração de renda local, a preservação do meio ambiente  nas práticas agrícolas do povo Terena.

Promover o turismo de base comunitária como alternativa de desenvolvimento sustentáveis.

Meta: 

A meta do evento é o alcançar o plantio de 100 mudas de árvores nativas.

WhatsApp Image 2022-05-27 at 21.24.17.jpeg

Minha história

DENIS DANIEL DE OLIVEIRA.jpeg

Meu nome é Denis Daniel de Oliveira tenho 30 anos e nasci em Dourados. Sou estudante, ativista, barman e microempreendedor. Cuido da minha mãe e da minha família. Sou o único filho homem do meu falecido pai, doméstico, agricultor agroflorestal, estudante do curso de Turismo Bacharelado, membro da organização Coletivo Vamá, apoio nas relações externas das comunidades indígenas apoiando com o desenvolvimento do ETNOTURISMO na TI Pilad Rébua, TI Cachoerinha, TI Lalima para promover ações de sustentabilidade de preservação e conservação dos povos indígenas assim como guardiões da natureza.

 

Meu sonho é formar-me turismólogo e ajudar os povos indígenas e meus patrícios com projetos. Também gostaria de conseguir parcerias para as comunidades indígenas da região e com a agência Vamá EtnoTur para o desenvolvimento das ações agroflorestais e agroextrativistas de permacultura, para revitalizar as nascentes e córregos, através do turismo  sustentável e responsável. Gostaria também, de manter-me financeiramente com a agência Vamá EtnoTur, para minha mãe parar de trabalhar, porque ela sofreu um acidente que afetou a sua visão. Porém, os médicos alegam que está tudo normal, e os exames são todos caros. Ela perdeu meu pai e depois minha irmã, a caçula Danielle vítima da pandemia e que deixou seu filho, meu sobrinho com 2 anos de idade que minha mãe cuida. Ajudaria minha mãe e a Luta Dos Povos Indígenas assim como minha comunidade.

Para alcançar meus sonhos, estou estudando, trabalhando na roça, nas comunidades indígenas, nos restaurantes da cidade, oferecendo os produtos indígenas e prestando serviços de Barman e Garçom. Mantenho-me com os serviços de outros empreendimentos, mas lutando para adaptar em seus estabelecimentos os artesanatos, as comidas típicas terenas e produtos de extração sustentáveis. 

Minha comunidade chama-se TI PILAD REBUÁ  Aldeia  Moreira MIRANDA-MS e está localizada em Miranda Mato Grosso do Sul. Sou indígena AruaK- Terena Tupí  por parte de pai e Povo Guarani Kaiuwá- chuaco tupi Guarani por parte de mãe. A Aldeia Moreira TI PILAD REBUÁ, aldeia Moreira e Retomada Boa Esperança são as aldeias mais próximas da cidade, tendo como vantagem a distância e também tiveram grandes avanços nos impactos ambientais. 

A agricultura, manifestações culturais, jogos e confecção de artesanatos fazem parte da minha comunidade. A tradição da minha comunidade tem sido preservada por meio da resistência e a busca do resgate dos conhecimentos ancestrais e tendo em conjunto com o conhecimento científico, o da Permacultura. Plantando árvores nativas proporcionando alimentos às famílias.

O resgate das tradições e costumes ancestrais através da permacultura são ações que a Agência VAMÁ ETNOTUR vem buscando. Não temos associação mas sim uma organização interna dos líderes de comunidade. Infelizmente não temos registro para conseguirmos editais de apoio financeiro. Dessa forma, criamos a empresa  VAMÁ  ETNOTUR para promover essas atividades de reflorestamentos através da agrofloresta,  Agroextrativismo utilizando  do planejamento do turismo responsável. 

Os produtos industrializados têm afetado a minha comunidade. Assim como a diabetes, pedra na vesícula e no rim. As águas contaminadas ocasionam pedras na vesícula. Precisamos de uma alimentação saudável e um planeta saudável para vivermos mais.

O desmatamento acaba com a nossa medicina natural, com os nossos alimentos, frutos, sementes, raízes, o mel da abelha e do jataí. Sem água não temos florestas, sem florestas não temos água e nem alimento saudável. As políticas públicas não investem na base porque somos a minoria. 

Quem deve estar sabendo sobre os problemas citados acima são, toda a comunidade, líderes e representantes políticos SEMAI - Secretária Municipal de Assuntos Indígena e ativistas nacionais e internacionais. Para resolver estes problemas poderia ter o reflorestamento, a agroflorestal o agroextrativismo, o etnoturismo e projetos realizados no local. 

Estamos em busca de parcerias
 

Precisamos de investimento para compra de máquinas e ferramentas que possibilitem o aumento da produção agroflorestal  na Aldeia Moreira.

 

 

Buscamos parcerias com empresas automotivas  que apoiem  o Projeto de Turismo de Evento   , ECOMOREIRA Ações Sustentáveis. Uma  iniciativa comunitária  da Aldeia Moreira TI Pílad Rebuá através da agência indígena de Turismo VAMÁ ETNOTUR.